Fundo site Paróquia São Sebastião
Logotipo Paróquia São Sebastião
Assistir Missa

Assista a missa On-line.

Ver mais horários e locais
Untitled Document
Ministros Extraordinários

Você sabe o que é um Ministro da Sagrada Comunhão?
É uma pessoa engajada nas pastorais da Paróquia, escolhida pelo padre, preparada por um curso organizado pela Arquidiocese e investida pelo Bispo para levar a Sagrada Comunhão a pessoas impossibilitadas de frequentar a Paróquia por algum problema de saúde ou idade. O ministro extraordinário da comunhão é, na Igreja Católica, um leigo a quem é dada permissão, de forma temporária ou permanente, de distribuir a comunhão aos fiéis, na missa ou noutras circunstâncias, quando não há um ministro ordenado (bispo, presbítero ou diácono) que o possa fazer.
Chamam-se extraordinários, porque só devem exercer o seu ministério em caso de necessidade, e porque os ministros ordinários (isto é, habituais) da comunhão são apenas os fiéis que receberam o sacramento da ordem. Na verdade, é a estes que compete, por direito, distribuir a comunhão. Por esse motivo, o nome desta função é ministro extraordinário da comunhão, e não da Eucaristia, visto que apenas os sacerdotes são ministros da Eucaristia, e a função dos ministros extraordinários da comunhão exerce-se apenas na sua distribuição.

Como surgiram os Ministros da Sagrada Comunhão?

Os ministros extraordinários da comunhão surgiram na Igreja Católica após o Concílio Vaticano II (1962-1965), como resposta à escassez de ministros ordenados, e à necessidade de pessoas que pudessem auxiliar os ministros ordenados na distribuição da comunhão em diversas circunstâncias, tarefa que para muitos se tornava demasiado extenuante devido ao tempo e esforço despendido. A introdução de ministros leigos que pudessem auxiliar na ausência de outros ministros ordenados teve como finalidade trazer mais eficácia e dignidade à distribuição da Eucaristia.
Você sabia que, caso tenha algum impedimento de ordem física, não precisa ficar privado de fazer a sua Comunhão Eucarística?
A Pastoral dos Ministros da Sagrada Comunhão existe para levar a Comunhão até a sua casa ou num hospital (nestes casos particulares).
Um leigo que tenha uma vida cristã autêntica seja maduro na fé, e possa servir a Igreja, após uma formação pode tornar-se ministro extraordinário da comunhão. Para exercer este ministério é instituído pelo Bispo ou pelo Vigário Episcopal para os Ministérios; do qual recebem um carteirinha de identificação.
Na Paróquia São Sebastião, esta Pastoral começou por volta de 1968 e hoje contamos com vários ministros que se encarregam de distribuir a Sagrada Comunhão nas Igrejas, capelas, nos hospitais e nas casas de doentes. Atualmente os ministros têm como coordenadora a ministra Renata.